quarta-feira, 7 de outubro de 2015

OPINIÃO: Bullying


Vamos discutir um assunto sério, que infelizmente ainda é uma realidade no mundo de hoje.



BULLYING

 




DEFINIÇÃO
Bullying é a prática de atos ofensivos, ou violentos, intencionais e repetidos, contra uma pessoa indefesa, que podem causar danos físicos e psicológicos às vítimas.
O termo surgiu a partir do inglês bully​, palavra que significa tirano, brigão ou valentão, na tradução para o português.
Geralmente ocorre à aqueles que são retraídos, diferentes ou mesmo que não se enquadram em seu grupo ou círculo social.






A prática do bullying,- ou abuso e assédio físico e moral de estudantes por outros estudantes,- já chegou a ser tolerada, como rito de passagem até pelos próprios educadores no passado.
Hoje, felizmente, é compreendida como negativa e considerada inaceitável numa sociedade civilizada.
Quem nunca sentiu-se fragilizado ou ameaçado fisicamente no ambiente escolar?
Sempre existe aquele grupo mais forte física ou socialmente, que se acha no direito de impor uma suposta superioridade.






No Brasil, o bullying é traduzido como o ato de bulir, tocar, bater, socar, zombar, tripudiar, ridicularizar, colocar apelidos humilhantes e etc. Essas são as práticas mais comuns do ato de praticar bullying. A violência é praticada por um ou mais indivíduos, com o objetivo de intimidar, humilhar ou agredir fisicamente a vítima.






O bullying geralmente é feito contra alguém que não consegue se defender ou entender os motivos que levam à tal agressão. Normalmente, a vítima teme os agressores, seja por causa da sua aparente superioridade física ou pela intimidação e influência que exercem sobre o meio social em que está inserido.
O bullying pode ser praticado em qualquer ambiente, como na rua, na escola, na igreja, em clubes, no trabalho e etc.
Muitas vezes é praticado por pessoas dentro da própria casa da vítima, ou seja, pelos seus próprios familiares.






Para a justiça brasileira, o bullying está enquadrado em infrações previstas no Código Penal, como injúria, difamação e lesão corporal.


Bullying na escola

Uma das formas mais comuns de bullying é o que acontece no ambiente escolar. Em quase todos os países do mundo, o bullying na escola é um problema crônico.




 As formas de agressão entre os alunos são das mais variadas e podem acontecer em quase todos os níveis da fase escolar, desde o primário até os últimos anos do ensino médio, por exemplo.
Apelidos pejorativos, ofensas, perseguições e zombarias, também é uma forma de agressão verbal.
O bullying atrapalha a aprendizagem do aluno, além de afetar o seu comportamento fora da escola, segundo os psicólogos.
Os pais e professores devem estar atentos às atitudes de seus filhos e alunos, principalmente em alterações de comportamento, hematomas no corpo e demais situações que pareçam fora do comum.








EXPERIÊNCIA


*O bullying além de afetar profundamente o psicológico de quem sofre é uma forma de covardia e grave dificuldade de se relacionar de quem provoca.
Sofri bullying por muito tempo na escola, fase em que a personalidade ainda está se formando, e é algo que mexe muito com a auto estima de uma pessoa; sendo diferente ou não o que um aluno merece é respeito e ter o direito de se relacionar com todos ao seu redor em harmonia.
É possível afirmar claramente que não só tem dificuldades sérias quem sofre bullying mas quem também pratica e ambos necessitam de ajuda profissional.

Na minha época já existia o bullying de forma muito desenfreada, apesar de não haver um nome ainda, era algo muito forte no ambiente escolar e juvenil, mas não havia uma informação como a de hoje em dia, e muitas vezes passava abatido entre as pessoas que muitas vezes faziam vista grossa a essa injustiça, como também havia o despreparo claro da parte de professores, pais e etc.

Aprendi a ser forte com tudo o que passei e nunca julgar ninguém, mas exigir o respeito que dou e mereço do meu próximo, já não posso dizer o mesmo dos que praticavam, não sei se tiveram a experiência de evoluir e poderem se tornar pessoas boas e dignas.
Tenho orgulho do que sou e não permito que ninguém diga o contrário, quanto ao que me fizeram, só posso ter pena da pobreza de espírito e da falta de civilidade alheia, pois não saber respeitar diferenças a ponto de zombar do seu próximo a troco de nada é algo que denota forte desvio de caráter e fraqueza emocional, além de imaturidade, o que explica o porque de tal atitude, o bullying muitas vezes era praticado apenas para tirar o foco de suas próprias inseguranças.
Me sinto uma vencedora por estar acima disso, e nunca necessitar subestimar ninguém para me sentir superior.*


Helena Dalillah





Bullying é crime e sempre foi.


É preciso consciência, foco e disciplina da parte dos pais para que se criem seus filhos da forma correta e com atenção, não expostos a todo tipo de influência externa, e da mídia sem esclarecimento; um filho criado com respeito e humanidade não pratica bullying.
Vamos ter mais compaixão e consideração pelo próximo, vamos aprender a aceitar e respeitar diferenças, a ter empatia, e principalmente para uma melhor convivência e um mundo melhor a atitude tem que partir de cada um e não apenas se esperar dos outros.

O bullying se tornou um assunto muito comentado e combatido na sociedade e nas escolas hoje em dia.
Há diversos filmes sobre o tema, como: Carrie- a estranha, Evil- Raízes do Mal, Bully, Klass - A classe, Bullying - Provocações Sem Limites, e muitos outros que valem a pena serem conferidos.




SEJA UM SER HUMANO DE VERDADE

DIGA NÃO AO BULLYING E AO PRECONCEITO!

 




Até a próxima pessoal.





Um comentário:

  1. triste essa situação,felizmente hoje em dia as escolas e os pais estão atentos a esse tipo de situação no ambiente escolar

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.